A ajuda de um contador é imprescindível

13º salário: Um dinheiro a mais na mão do trabalhador e na economia
19 de dezembro de 2016
7 dicas para controlar as finanças de sua empresa
3 de janeiro de 2017

Não há empresário  o Brasil que não se queixe da alta carga tributária e do grau de burocracia e exigências de informações solicitadas pela Fiscalização Tributária. Afinal, para manter-se em dia, é preciso paciência, tempo, boa memória e estar sempre em busca de novas tecnologias e aconselhamento sobre as regras tributárias.

Para não perder na montanha de burocraica, prazos e valores, o empresário deve se organizar, ter uma agenda de pagamentos dos impostos e acompanhá-la frequentemente. A isso chamamos de Gestão Fiscal.

Como agravante, a legislação tributária em nosso pais é imensa e confusa. Neste cenário, o Contador torna-se apoio seguro para que o empresário entenda como são os seus processos de tributação e quais tributos sua empresa deve ou não pagar.

O Contador e sua equipe de colaboradores podem orientar, de forma didática, sobre a natureza e as características de todos os impostos devidos pela sua empresa.

Toda empresa deve ter um bom arquivo de documentos impresso e/ou digital, de guias e declarações e livros para fazer prova futura numa eventual fiscalização. Importante lembrar que esses documentos devem ser conservados por um determinado tempo, dependendo de casa tributo, além de observar as diversas esferas governamentais (Municipal, Estadual e Federal) e os diferentes tipos de legislação (comercial, tributária e previdenciária etc), além de suas atualizações diárias.

A organização desse arquivo é fundamental para não causar a situações desagradáveis com a fiscalização e multas desnecessárias. No caso de arquivos digitais é possível fazer cpopias de segurança, ou optar inclusive por arquivar os documentos em cloud server (nuvens).

É necessário que o empresário compreenda que a organização e guarda dos documentos é de suas responsabilidade. Este processo é fundamental e o Contador pode auxiliá-lo nessa missão. Ele sabe a respeito dos prazos e a melhor forma de arquivamento, seja em papel ou em meio eletrônico.

Assim como os demais procedimentos existentes na sua empresa, a cultura da organização e a guarda de documentos devem ser cultivadas e todos os colaboradores devem compreender a necessidade e importância desse processo.